Juntamos no passado sábado 22-03-2014, 2 gerações de atletas, que nos deixaram cheios de orgulho.

Gerações de Atletas

Por um lado tivemos a fantástica presença do nosso aluno/atleta Raúl de Castro Rodrigues, que acabou de completar, no passado dia 1 de Março, 4 anos de vida e que frequenta a nossa Academia, fazendo parte do escalão “Aprendizes”, sendo atualmente o atleta mais novo do Clube. Assim como do seu pai e Encarregado de Educação, Sr. Helder Rodrigues, a quem deixámos um agradecimento especial, por ter autorizado e aceite o nosso convite, para a realização desta reportagem.

Por outro lado, contamos também com a presença do atleta Alexandrino António dos Santos Ribeiro que completará no próximo dia 28 de Abril a bonita idade de 55 anos de vida, sobejamente conhecido pela massa associativa do S.C.Rio Tinto, pois conta já com uma longa carreira (mais de 20 anos) a defender as balizas e as cores do nosso Clube, continuando, ainda hoje, a fazer parte do nosso escalão de “Veteranos”.

Deixaram-nos o seguinte relato que agora aqui partilhamos :

SCRT – A maior parte dos associados e seguidores do clube conhecem o Alexandrino. Para quem não conhece, quem é o Alexandrino?
Alexandrino – O Alexandrino quando entrou no futebol tinha 11/12 anos, depois no escalão de juvenis fui para o Leixões SC.A vida do Alexandrino não foi fácil, pois somos uma família com 13 irmãos e nessa altura não era fácil ser jogador de futebol, pois com 12 anos comecei a trabalhar e a partir daí tive de conciliar o futebol com o trabalho, e num outro momento abandonar o Leixões SC, pois os treinos eram de tarde. Depois consegui, fui para o CA de Rio Tinto, onde joguei nos juvenis e juniores. Nessa altura tive bons treinadores que me aproveitaram e passei logo de júnior para sénior. Tive a hipótese de entrar no mundo do futebol, mas nunca quis ser profissional de futebol, andei sempre nos distritais, em vários clubes, olhei sempre mais pela família e prejudiquei a minha carreira.

Gerações de Atletas

Alexandrino

Quantos anos joga/jogou no SCRT?
No escalão sénior joguei 2 épocas e nos veteranos estou há 20 temporadas no clube.

O Alexandrino ainda não “pendurou as chuteiras”, pois há já largos anos que faz parte da equipa de veteranos do SCRT, ainda sente prazer em jogar futebol? Quais as suas motivações?
Sinto! O futebol, a confraternização que o futebol traz. Fazemos grandes amigos, aliás cheguei a por a família de lado para ir jogar pelos veteranos. Sinto-me bem, os joelhos trazem-me alguns problemas, mas penso ainda fazer mais uma temporada.

Como é que vê o estado atual do clube? E as diferenças que encontra no clube desde a sua altura?
A maior diferença é as condições. Temos um bom estádio, antigamente só tinham relvado as melhores equipas, nós na minha altura jogávamos em pelados. O SC Rio Tinto tem boas condições. Penso que se o SC Rio Tinto tivesse um sintético neste estádio seria muito mais benéfico para o clube.

Nesta época de crise, a maior parte dos clubes é quase obrigado a apostar em jogadores da sua formação. Há qualidade na nossa formação?
Acompanho a nossa formação, e há qualidade. Agora, o aproveitamento desses jogadores tem que ser feito pelas pessoas que estão cá, mas não só, o próprio jogador tem que ter cabeça, tem que trabalhar, pois nada está garantido. Nos dias de hoje, derivado aos problemas financeiros que todos, ou quase todos os clubes têm, são obrigados a apostar nas camadas jovens.

O SCRT já há vários largos que tem uma academia, onde a maior parte dos jovens dão os primeiros toques na bola, sendo que a maior parte deles depois entra nas camados jovens do clube.. O que pensa deste projeto do clube?
Sobre a Academia não posso falar muito, pois não estou dentro do assunto. Agora irei estar mais atento, pois os meus netos vão entrar na academia. Pelo que me têm dito, tem-se feito um bom trabalho. É continuar o bom trabalho que se tem feito até agora.

Que conselho dá aos jovens jogadores da academia e na nossa formação?
O conselho que eu posso dar aos jogadores da nossa formação e da academia é que trabalhem, que se dediquem ao futebol e que aproveitem as oportunidades que têm.

Gerações de Atletas

Raúl e o Encarregado de Educação

 

O Raúl completou 4 anos no dia 1 de Março, sendo o jogador mais novo no clube. Foi o Raúl que deu o primeiro passo para entrar na academia, ou foram vocês, os pais?
Sr. Helder Rodrigues, encarregado de educação do Raúl – Não teve hipótese, teve de ser o pai e a mãe a darem o primeiro passo, porque ele ainda não tem essa capacidade para poder decidir.

A grande maioria dos clubes têm academias para os mais pequeninos, e não só, darem os primeiros passos no futebol. Porque é que escolherem o SCRT?
Primeiro de tudo, foi pelo fator de proximidade. Depois, aqui no SCRT jogam alguns jogadores seniores que eu conheço e tinham-me dado algumas referências sobre a academia. Por isso, foi juntar o útil ao agradável, tendo esta instituição perto de casa e com as instalações que tem.

A academia não tem focado só o objetivo da formação de atletas, sendo também uma escola para a formação de cidadãos. Sendo que o Raúl só tem ainda 4 anos, quais os valores, nestas duas vertentes, que acham que o Raúl pode ganhar na academia do SCRT?
Fundamentalmente, aquilo que eu gostava que ele pudesse adquirir na academia do SCRT são competências sociais.

O que esperam para o futuro do Raúl ? Além do futebol, ele gosta de fazer o quê?
Principalmente o que eu espero para o futuro do Raúl, e não sendo muito utópico, é que ele seja feliz. No futebol, espero que se divirta, porque estar a colocar pressão numa criança dizendo-lhe que tem que ser isto, para ganhar dinheiro com essa atividade, para nós não faz sentido.
Noutras atividades, fundamentalmente ele gosta de brincar, que é o principal nesta idade. Gosta também de ver filmes e desenhar.

Como pais, o que observam no Raúl quando o trazem para os treinos? Ele mostra entusiamo?
Sim, ele mostra muito entusiamo. Aliás, uma das principais coisas que me disseram quando o trouxe para cá, foi que com a idade que tinha (3 anos e meio), se calhar não iria ter a mesma apetência do que as outras crianças do mesmo escalão, havia essa preocupação, mas o que se verificou foi completamente o oposto, foi uma das crianças com mais iniciativa, com mais partilha de experiências com os próprios colegas. Houve aí uma fase que havia 2/3 crianças do escalão dele e mesmo assim ele era das crianças que mais motivação tinha para vir, mesmo até em dias de chuva, e nós é que por vezes resfriávamos um bocadinho o ânimo para que ele não viesse.

Se alguém que vocês conhecem tiver um filho(a), e estiver indeciso para escolher um clube para o colocar a jogar, recomendariam a Academia do SCRT? O que diriam sobre a nossa academia?
É óbvio que sim! Para já, estamos muito satisfeitos com aquilo que ele está a adquirir aqui, quer desportiva quer socialmente.
Definitivamente, aconselharia, o clube tem boas condições para as crianças e os professores/treinadores são bastante qualificados e isso faz toda a diferença hoje em dia.

 

A presença destes 2 atletas, mostra a vitalidade que o Clube tenta implementar, pois do Raúl ao Alexandrino, militam, nos vários escalões do Clube, cerca de 220 atletas, que, apesar das dificuldades da não existência de um sintético, consegue, ainda assim, cativar o interesse de dezenas de “miudos” que fazem parte da nossa formação, pela história dos seus 90 anos de vida e do bom nome que disfruta junto da comunidade futebolistica, quer a nível concelhio, quer a nível distrital.

Ao Alexandrino agradecemos ter aceite de imediato o nosso convite para a realização desta reportagem, tendo mostrado uma simpatia que o caracteriza, ajudando, com a sua experiência de avô, á realização da mesma. Desejando-lhe que o término da sua carreira, seja coincidente, com o sucesso que foi conseguindo ao longo da mesma.

Ao Sr. Helder Rodrigues, agradecemos, a disponibilidade, simpatia e cooperação que demonstrou ao longo desta reportagem, assim como, ter escolhido a nossa escola de futebol para complementar a formação do seu educando.

Gerações de Atletas

Alexandrino e Raúl

Comentários

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.