História

É um clube português, localizado na cidade e freguesia de Rio Tinto, concelho de Gondomar, distrito do Porto. O clube foi fundado em 1 de Julho de 1923 e o seu actual presidente é Jorge Pina. A equipa realiza os seus jogos em casa no Estádio Cidade de Rio Tinto.

Em Julho de 1923, um grupo de Riotintenses, entre os quais, Serafim Pinto Morgado, João de Sousa Nogueira, Custódio Campos Moura, António Lopes Júnior e António José de Almeida (Finguilo), meteram mãos-á-obra na criação de um clube desportivo na freguesia, que veio a denominar-se por Sport Clube de Rio Tinto, com a data oficial de 1 de Julho de 1923.

Pormenor desconhecido da maioria dos adeptos, é que o primeiro equipamento era constituído por camisola branca com lista vermelha em diagonal e punhos vermelhos, tendo posteriormente sido modificada para a côr laranja, por terem recebido equipamentos oferecidos por uma fábrica de malhas.

Na fundação do Clube, o entusiasmo atingiu todos os lugares da freguesia, com destaque porém, para os lugares de Venda Nova e da Estação. Contudo, pouco tempo durou esse conjunto de esforços, pois em certa altura, por desavenças entre jogadores, de um e de outro lugar, deu-se uma cisão, o que veio dar lugar à criação de um outro Clube na freguesia: o Clube Atlético de Rio Tinto. Esta separação ocorreu em 17 de Outubro de 1926.

A partir daqui, os jogos entre os dois rivais, constituiam no distrito caso de certa relevância desportiva. Nesses dias, logo de manhã, entre as 3ªs Categorias às 10:00h, as 2ªs Categorias às 13:00h, e as 1ªs às 15:00h, a rivalidade ia ao exagero de cenas de autêntico “pugilato”, que começava de manhã, terminando só a altas horas da noite. Foi pela primeira vez em 1927, que as duas colectividades se defrontaram oficialmente com um empate a 2 golos.

Dessa época, foram famosos neste Clube Desportivo, os populares jogadores, Abel Cardoso, Artur Padeiro, Carvoeiro, Ropimpa e Rosalino Proveira.

Por altura do estalar da II Guerra Mundial, esta colectividade, por dificuldades diversas e por desinteresse, viu-se forçada a suspender a sua actividade, até que em 1945 surgiu um novo grupo de entusiastas, entre os quais se destacaram, Arnaldo Neves, António F. Moura, Almiro Cruz e Armando F. Tavares, que pensou reorganizar o Clube, continuando a sua actividade com o mesmo equipamento côr de laranja, (embora vulgarmente desviado para amarelo) e com as instalações desportivas no mesmo local, no lugar da Ferraria. A data oficial desta reorganização é de 5 de Setembro de 1945.

Em 1988, o Clube foi distinguido, como Sócio Honorário da Associação de Futebol do Porto, e nessa época, 1988/1989 voltou a ser Campeão Distrital. Em 1990 foi agraciado com a medalha de Mérito Desportivo da Câmara Municipal de Gondomar.

A 26 de Dezembro de 2001, foi inaugurado o novo Estádio, que era um sonho ambicionado há muito tempo, dotado de excelentes instalações e situado numa zona da Cidade, com boas vias de comunicação.

O clube conta com todos os escalões de futebol, dando formação e competição a centenas de jovens.

Há passagem do Nonagésimo aniversário foi inaugurado a Sala de Troféus e o Salão de Eventos.