Seniores – 29ª Jornada do Campeonato (vs. FC Infesta)

Derrota pesada no último jogo fora para o Campeonato

Ontem fomos até São Mamede de Infesta para assistir ao último jogo fora a contar para o campeonato (que já pouco ou nada conta para as contas da nossa equipa) e ver o Mister Pontes quase ser decepado, o Sport perder por 4 golos sem resposta e ainda vimos uma senhora da limpeza do Axis.

Pré-Jogo

Chegamos cedo a Matosinhos e aproveitamos para antecipar a visita ao bar local onde fomos bem recebidos e nos serviram a tão preciosa cerveja que nos refrescou numa quente tarde de Abril. O Sport vai alinhar com a mesma equipa que derrotou o Pedrouços na semana passada e as duas equipas lutam “apenas” pela posição na tabela, já não disputam a fase final e também já não descem.

Magalhães, Bruno, Careca, Ricardo, Boni, Novais, André, Jorge, Simão, Matos e Macieira.

Magalhães, Bruno, Careca, Ricardo, Boni, Novais, André, Jorge, Simão, Matos e Macieira.

Como chegámos cedinho tivemos oportunidade de assistir com mais atenção ao aquecimento pré-jogo e é então que vemos Macieira a fazer um cruzamento para a área e a quase acertar no treinador de guarda-redes do Sport. Tememos temporariamente pela integridade física do Mr. Pontes mas sossegamos rapidamente porque o homem tem reflexos de felino e baixou-se mesmo a tempo. Não ia ser coisa bonita de se ver. O sintético de São Mamede de Infesta foi regado incessantemente durante o período de aquecimento.

Primeira Parte

O jogo começa com o FC Infesta a abrir o marcador com um golo de belo efeito (não conseguimos apontar o marcador) em que a bola é rematada de fora da área e sem qualquer hipotese de defesa para Matos. Aos 6′ Andrézinho tirou uma bola certa de golo praticamente em cima da linha de baliza e 2 minutos volvidos, na sequência de um canto, os locais adiantam-se ainda mais no marcador.

Aos 25′ o Infesta volta a marcar na sequência de uma jogada de contra-ataque. Pousamos a caneta e o bloco de notas e voltamos ao bar.

O Sport entrou no jogo algo adormecido, sem foco na construção de jogo e com muitos passes falhados. Não havia grandes espaços para colocar a bola, poucas desmarcações e pouco apoio ao homem que transportava a bola materializavam-se em constantes passes falhados e perdas de bola.  O FC Infesta, sempre muito incisivo, usava o contra-ataque para criar perigo na baliza de Matos.

O FC Infesta em mais um contra-ataque

O FC Infesta em mais um contra-ataque

Ricardinho e Andrézinho foram os mais insatisfeitos na nossa equipa, Ricardo no lado esquerdo com algumas boas arrancadas e André com uma mão cheia de cortes fundamentais. Aos 34′ Ricardinho tem um cabeceamento quase à boca da baliza que sai para fora (já tinha entretanto sido assinalado fora-de-jogo) e um minuto depois o camisola 12 é carregado em falta (na nossa opinião) dentro da área dos locais. O árbitro mandou seguir e nós mandamos o árbitro ir ter com a mãe dele.

Perto do final o FC Infesta ainda teve mais uma boa oportunidade de golo.

Intervalo, Ambiente e Bar

Chegámos pois ao intervalo algo desalentados, aos 25 minutos já estávamos a perder por 3 bolas a zero. O jogo estava bastante quezilento e o Sport, para além de não estar a fazer uma exibição fenomenal, estava com o azar do jogo.

Vamos ao bar outra vez que ao menos a cerveja é fresca e visitamos os mictórios locais que continuam iguais aos outros anos, uns pré-fabricados amanhaditos. Não provámos a bifana, que até tinha bom aspecto, para não interferir na bebedeira que estávamos a preparar para lidar com a segunda parte.

Mais uma grande defesa do guardião matosinhense.

Mais uma grande defesa do guardião matosinhense.

Segunda Parte

Carlos Sousa, Diogo e Pedro Rocha passaram o intervalo em exercícios de aquecimento e entraram logo no reinício da partida por troca com Andrézinho, João Novais e Bruno Teixeira. Aos 55′ Carlos teve um bom remate que passou ligeiramente por cima da trave. Passados dois minutos Pedro Ferreira fez entrar Machado e Hugo para os lugares de Careca e Simão. O jogo continuava algo duro, com muita discussão e muita disputa de bola. Aos 80′ Rui Teixeira, ex-Sport, entra em campo e no minuto seguinte Carlos tem mais um remate perigoso que não deu em golo. A 2 minutos do final Rui selou o resultado em mais um contra-ataque da equipa matosinhense sob o olhar atento de uma senhora da limpeza do Axis que foi meter um quarto a arejar.

Galeria

Final do Encontro, Destaques e Táctica de Bancada

A equipa do Sport teve uma má tarde este domingo e a verdade é que, apesar de o resultado ser muito dilatado a vitória dos locais pareceu-nos justa. O Sport entrou em campo meio adormecido, sem grande clareza na altura de construir jogo e com muito azar misturado. O FC Infesta aproveitou o terreno rápido e fez dos contra-ataques a sua arma mais perigosa. A verdade é que o Sport sai de Infesta apenas ferido no seu orgulho uma vez que o campeonato já praticamente acabou e agora o que interessa é mesmo a Taça da Associação.

Matos não podia fazer grande coisa, a defesa esteve um pouco à imagem do resto da equipa (Jorge num plano mais positivo talvez), André esteve bem durante o tempo que esteve em campo, Novais esteve algo sozinho no jogo e nunca teve grandes opções de passe. Ricardinho foi talvez o jogador mais esclarecido dos titulares. Na segunda parte Carlos e Pedro entraram bem em jogo.

Agora é altura de levantar a cabeça (menos o Mister Pontes, esse tem que ter cuidado com os cruzamentos) e trazer a vitória de Pedrouços (novamente) no feriado da próxima quarta-feira.

Próxima Partida

A próxima partida do Campeonato é no próximo domingo em casa frente ao já despromovido Candal. Mais um jogo que irá ser apenas para cumprir calendário e que ficará marcado principalmente por ser o último do clube gaiense na Elite por alguns tempos (isto se a AFP não decidir que “ah e tal mas afinal os que desceram desportivamente podem ficar porque devido a não sei quê é melhor para a competição” e nesse caso, teremos todo o gosto de voltar a visitar o Estádio do Rei Ramiro ainda durante este ano civil.

Mais importante que isto tudo é que já na próxima quarta-feira o Sport desloca-se novamente a Pedrouços para disputar a 1ª mão dos quartos-finais da Taça da Associação. Contamos com a presença de todos vocês para apoiar a nossa equipa. Vá lá, Pedrouços é literalmente aqui ao lado, o estacionamento é fácil e quarta-feira é um daqueles feriados que, por ventura será um dos mais marcantes a nivel nacional, mas em termos familiares não tem grande tradição, não há assado nem missa nem bola na televisão. Venham daí e vamos ajudar os nossos rapazes a trazer a vitória para Rio Tinto.

Esta crónica/sátira é exclusivamente da autoria do Sérgio que não percebe nada de bola, vê mal ao longe, escreve como aprendeu na escola (sem AO), não aceita (nem faz) crónicas/sátiras por encomenda e gosta de falar de si na terceira pessoal do plural.

Comentários

Deixe uma resposta