Seniores – 10ª Jornada do Campeonato (vs. Varzim SC B)

Vento, apanha-bolas e um empate amargo no último minuto

Mais uma vez vamos jogar à Póvoa em Novembro, nos 4 encontros fora de portas frente ao Varzim B dois foram em Novembro, um em Dezembro e outro em Janeiro. A AFP tem de rever estes sorteios. Gostávamos de visitar a Póvoa com o Sport em meses de menos frio e vento. A sério, vejam lá isso se faz favor.

Nó último jogo entre estas duas equipas assistimos a um verdadeiro Espectáculo de Variedades, ainda se lembram? Claro que lembram, quem é que se vai esquecer desse jogo que teve de tudo um pouco. Será que este ano vamos ter direito ao mesmo Espectáculo?

Chegamos cedo à Póvoa confirma-se que o frio e o vento estão presentes, pouca gente nas bancadas, um magusto/espectáculo a acontecer nas traseiras do estádio, a equipa principal dos locais a jogar em casa à mesma hora e a deslocação mais longa para a equipa do Sport nesta fase explicam (em parte) a fraca moldura humana antes do apito inicial.

O Sport apresenta a mesma equipa que tem usado nos últimos encontros. Matos, Macieira, Boni, Jorge, Simão, André, Careca, Carlos Sousa, Paulo, Magalhães e Bruno Teixeira são os jogadores irão tentar trazer para Rio Tinto a primeiro vitória em terras Poveiras, ante a pior defesa da série.

Magalhães, Paulo, Bruno, Boni, Careca, Carlos, André, Jorge, Matos, Simão e Macieira

Magalhães, Paulo, Bruno, Boni, Careca, Carlos, André, Jorge, Matos, Simão e Macieira

Primeira Parte

Dois minutos de jogo e Jorge Pereira alivia uma bola para fora do Estádio e para dentro do parque no qual o Estádio se encontra inserido. Ouvimos dizer que aquele magusto ali ao lado é para angariar dinheiro, talvez Jorge tenha tido ideia de participar na angariação com uma bola da Macron, a verdade é que chutou para o lado errado e a bola nunca mais foi vista. Aliás de referir que tendo em conta as criticas que já ouvimos de vários jogadores (de várias equipas) a esta bola, não ficariamos surpresos que Jorge tenha feito de propósito. Afinal de contas, a AFP escolheu uma bola de treino para ser usada como bola principal. A própria Macron vende esta bola como sendo uma bola de treino. Este espécime em especifico já não volta a treinar (nem a jogar) no Municipal da Póvoa.

A bola (de "treino") desaparecida

A bola (de “treino”) desaparecida

É neste momento que percebemos que não existem apanha-bolas no terreno. Não é uma questão de haverem poucos, não há nenhum mesmo, isto num campo com pista de atletismo à volta e com poucas redes a circundar o terreno de jogo.

Quinze minutos de jogo e Careca assiste Bruno Teixeira que remata com muito perigo à baliza local, um minuto passado e Simão cruza para a área onde Bruno Teixeira de cabeça volta a criar muito perigo e aflição na defesa Varzinista. 

Macieira a deixar um adversário com "os olhos em bico".

Macieira a deixar um adversário com “os olhos em bico”.

O jogo estava morno, em ritmo lento e com a duas equipas a estudarem-se mutuamente. O Sport com mais posse de bola e dominio de jogo, ia tentando criar lances de golo mas tirando as duas oportunidades perto do quarto de hora não houve muitos lances de real perigo para qualquer das balizas. No entanto o Sport ia tomando conta do jogo, maioritariamente com a bola controlada, tentando criar jogadas com cabeça.

Perto da meia hora de jogo um suplente do Varzim lá foi tentar ir à procura da bola perdida, desapareceu no meio da folhagem e quando reapareceu veio de mãos a abanar. A bola nunca mais foi vista.

Bruno a ser carregado em falta

Bruno a ser carregado em falta

Aos 40′ após um lançamento lateral perto da área da equipa local Magalhães interpela uma bola que sobra para uma zona onde se encontrava Bruno Teixeira e dois defesas locais, Bruno entra na área em perseguição do esférico e é derrubado sem grande margem para dúvidas, grande penalidade para o Sport. Falta referir que o corte fundamental de Magalhães foi feito com o rabiote. Magalhães a assistir Bruno Teixeira com o rabo. Genial

Chamado a marcar Magalhães não tremeu e inaugurou o marcador para o Sport.

Magalhães a inaugurar o marcador

Magalhães a inaugurar o marcador

Quando já pensavamos que iriamos para o intervalo em vantagem, eis que é assinalada grande penalidade na área do Sport, sem grandes dúvidas também. O número 7 (outro Camisola 7 sem nome) igualou a partida.

Intervalo, Ambiente e Bar

As equipas recolhem aos balneários com o resultado empatado. Alguma felicidade para os locais pois ficámos com ideia que o Sport tinha feito mais e melhor e merecia a vantagem ao intervalo.

Nesta altura aproveitamos para esticar as pernocas e fazer a obrigatória visita ao bar local. Lugar simpático mas com uma variedade de produtos quase inexistente. Não há bifanas, panados, cerveja, nada. Se é para isto ficamos em casa e assaltamos o nosso frigorifico. Ainda assim havia fila e uma clara deficiencia de mão-de-obra, por muito boa vontade a única pessoa que estava atrás do balcão não consegue dar conta da coisa sozinha.

A bancada ficou mais compostinha, perto de 70 pessoas vieram rapar frio e vento e esperar mais que o normal no bar. Ou se calhar foi organizada uma comissão de resgate à bola perdida.

Segunda Parte

Recomeça a partida e Pedro Ferreira mete Diogo, Ricardinho e Machado a aquecer.

Aos 50′ de jogo Macieira bate um livre na esquerda e Jorge quase, quase cabeceia para golo. À passagem da hora de jogo, num canto marcado na direita por Macieira a bola é batida curta para Simão que cruza para a área e após um ressalto Magalhães com reflexos de tigre efectua um remate de belo efeito e coloca a bola no canto superior da baliza Poveira. Um golo de belo efeito, Magalhães a bisar e o Sport novamente na liderança da partida! 

Magalhães num golo de belo efeito

Magalhães num golo de belo efeito

Imediatamente Joel e Hugo saltam para o aquecimento por troca com Machado e Diogo.

Ao minuto 70 a primeira substituição no Sport, sai Careca e entra Ricardinho. Paulo Monteiro passa a ocupar uma posição central e Ricardinho vai para a ala. Passados 5 minutos Bruno Teixeira tem uma bola já perto da pequena área mas não conseguiu dar o melhor seguimento ao lance, um lance muito confuso com a defesa do Varzim em apuros mas a conseguir evitar o golo.

Em cima do minuto 90 Magalhães é substituido por Diogo.

Quando já nos preparavamos para pousar o bloco de notas, eis que é marcada uma falta perto do circulo central e o Varzim SC envia toda a gente lá para a frente numa última e desesperada tentativa de igualar a partida. Matos sai à bola com intuito de a socar mas é prontamente empurrado por um jogador poveiro, a bola sobra para o Camisa 11 que iguala a partida no último lance do jogo e já no final do tempo de compensação. De onde estamos posicionados ficamos com a ideia que Matos é efectivamente empurrado.

Lance que terminou com o golo do empate

Lance que terminou com o golo do empate

Galeria

Destaques e Táctica de Bancada

O jogo foi lento e teve imensas paragens (ora para ir atrás de bolas, ora por faltas e faltinhas) e não houve propriamente um bom ritmo de jogo, algo que prejudicou a nossa equipa. O Sport merecia ter ido a vencer para o intervalo e merecia ter saído da Póvoa com os 3 pontos. Não tendo sido um dominio avassalador mas teve (quase) sempre o controlo do jogo e a equipa local poucas ou nenhumas oportunidades iminentes de golo teve. O empate torna-se amargo por ter sido no último lance da partida, pela forma que foi e por mais uma vez o Sport perder pontos na Póvoa (4 jogos, 3 derrotas e 1 empate). Tendo em conta tudo o que se passou em campo, o resultado justo seria a vitória Riotintense.

Magalhães esteve nos dois golos e fez uma boa partida; Paulo, Macieira, Jorge, Boni, Andrézinho e Carlos Sousa estiveram igualmente em bom plano.

Na equipa Poveira destacamos o Camisola 11 que fez uma bela partida.

Tanto quanto sabemos, as buscas pela bola desaparecida serão retomadas pela manhãzinha, aquando da primeira luz solar.

Próxima Partida

Com este empate o SC Rio Tinto ocupa a 10ª posição na tabela com 12 pontos e o Varzim SC B cai para a zona de despromoção.

No próximo dia 19 o Sport recebe o FC Avintes que nesta jornada foi derrotado pelo Boavista B e que ocupa a 9ª posição. Desde 2011 que as duas equipas não se defrontam e apesar do saldo positivo (12 vitórias e 3 empates em 20 partidas) não se antevê uma partida fácil para a equipa de Pedro Ferreira.

 

DateMatchScore
12.11.2017, 15:00Boavista FC "B" - FC Avintes2 - 1
12.11.2017, 15:00CF Oliveira do Douro - AD Grijó1 - 0
12.11.2017, 15:00FC Infesta - Valadares Gaia FC3 - 2
12.11.2017, 15:00FC Maia Lidador - Pedrouços AC2 - 1
12.11.2017, 15:00Padroense FC - UD Lavrense3 - 1
12.11.2017, 15:00Rio Ave FC "B" - Leça FC0 - 1
12.11.2017, 15:00SC Dragões Sandinenses - CD Candal3 - 4
12.11.2017, 15:00Varzim SC "B" - SC Rio Tinto2 - 2

Esta crónica/sátira é exclusivamente da autoria do Sérgio que não percebe nada de bola, vê mal ao longe, escreve como aprendeu na escola (sem AO) e não aceita (nem faz) crónicas/sátiras por encomenda.

Comentários

Deixe uma resposta