Jogo Extra – Bruno Soares

Entrevistámos no passado dia 4 de Janeiro de 2016, um dos elementos que compõem a recém formada, secção de BTT, que aproveitamos para apresentar e dar as boas vindas, à familia Riotintense.

Bilhete de Identidade
Nome
: José Bruno Sabino Soares
Associado nº: 1682
Naturalidade
: Paranhos
Nacionalidade: Portuguesa
Data de nascimento: 28-01-1979

Quem é o José Bruno Soares?
É um um rapaz com 36 anos, que tem uma linda família com uma linda esposa e um lindo filho, que ao mesmo tempo é um amante de desporto e lazer, sempre em busca do bem estar e de experiências desportivas!

 

Pode explicar muito resumidamente o que é o BTT?
A modalidade desportiva de BTT (bicicleta de todo o terreno) nasceu nos anos 50 na América do Norte, pode-se dizer que um tanto ou quanto para ocupar momentos menos preenchidos de outras actividades desportivas. Hoje em dia, é uma actividade mundialmente conhecida, procurada e praticada por todas as pessoas independentemente do seu nível social e até da idade.
Em Portugal e desde há algum tempo, a prática do BTT tem ganho cada vez mais adeptos, quer na prática em tempos livres quer mesmo em competições oficiais nas quais me incluo com paixão.

Pode a modalidade de BTT ser por vezes procurada nas seguintes siglas:
XCO (Cross Country Olímpico) XCM (Cross Country Maratonas)  XCR (Cross Country Resistência) XCE (Cross Country Eliminator).
Existe também o Betetista e Cilismo para Todos (CPT), onde é promovida a prática do Ciclismo pela FPC – Federação Portuguesa de Ciclismo.

JOGO_EXTRA_dentro_btt06
Quem são a Equipa de BTT do Sport Clube de Rio Tinto?
Antes de tudo somos todos nós Riotintenses e de seguida são os privilegiados que levam o emblema para o “todo-terreno”, o António Mendes, o Marco Almeida, o Hugo Pereira, o Luís Ferreira e Bruno Soares.
Todos em conjunto formamos a Equipa de Ciclismo em BTT no Sport Clube de Rio Tinto!

 

Como surgiu este projecto?
Foi num dia de chuva, estava a levar o meu rebento ao 2º treino do SCRT (academia), mas como estava um tempo chuvoso o meu pequeno recusou-se a ir para o treino… fiquei meio desanimado! Mas fui aconselhado a não pressionar. Aqui já se sentia a experiência de quem nos recebeu (Sr. Tóni!). Em pé de conversa e para mudar de assunto, já que bola nesse momento, o rapaz já nada quis saber, troca-se a “letra” para as bicicletas, uma coisa levou à outra e já estava eu a ser apresentado aos Responsáveis, quando dei pela situação, já estava sentado juntamente com a Direcção do Clube a alinhavar o que iria ser a nova modalidade desportiva, o BTT, a juntar aos 92 anos de história já existente nesta instituição!
A chuva só veio abençoar a causa!

 

O que pensam alcançar com este projecto?
Fomentar a prática desportiva, criar interesse na existência de uma nova modalidade no Sport Clube de Rio Tinto, divulgando as actividades.
Participar no maior número de provas a nível Nacional, Regional, alcançar a melhor classificação possível no Campeonato Nacional, Regional, Taça Regional.
Criar novas metas rumo a vitórias, difundindo o nome do Sport Clube de Rio Tinto pelas várias regiões do País.


Como surge o desporto e esta modalidade na sua vida?
Comecei a praticar desporto desde muito cedo, como todas as crianças ou como uma grande parte delas o iniciam! Na escola com as actividades escolares, e também nas que aparecem em modo extra-curriculares. Uma das experiências passou bem aqui nesta casa, era eu o 4 ou 5 guarda-redes dos juniores, nessa altura era mais conhecido pelo “armando” carinhosamente apelidado pelos meus colegas de Equipa! Ainda cheguei a exercer a função de Árbitro de Futebol “onze” altura engraçada! Durante todo esse tempo sempre andei de bicicleta, era, e ainda é o meu meio de transporte principal. A bicicleta “mais a sério” surge, como o, ou um, nascimento de muita ideia bonita: – uns amigos num café e sai criado/inventado um Clube de Cicloturismo, o “Clube de Cicloturismo de Campanhã” foi o primeiro grupo que me acolheu, e nesse grupo ganhei mais um carinhoso apelido e como actualmente sou mais conhecido, “Campanha”! (não sonhava ou contava com o que viria a fazer actualmente!).
Corria o ano do Europeu 2004 e andávamos todos a batalhar na concretização desse projecto CCC! Mas eu queria mais, gostava do cheiro da competição, (já o trazia da bola!) estas coisas sentem-se a ferver à flor da pele! Fui procurando… um outro grupo recebe-me, o “Grupo Bicicletas Coelho”, foram estes a rampa de lançamento para o BTT. A Equipa do “BTT Matosinhos”, nasci lá como atleta-super-amador!
Daí fui aprender o que é o Ciclismo de um outro ponto de vista na Equipa “Rodabike – Gondomar” excelente experiência e oportunidade de aprendizagem, ainda passei de “raspão” na equipa “Longusbike Team” onde fiz muitas amizades. E agora estou a representar uma Equipa da minha Terra de Coração o “Sport Clube de Rio Tinto“.

Uma viagem de 12 anos todo-terreno com uma duração curta, para quem quer singrar neste desporto, mas nós como atleta-super-amadores fazemos “das tripas coração”.
Como foi a sua primeira corrida e que recordações guarda dessa primeira prova?
A lembrança que mais me ocorre é as várias idas ao WC… estranho, muito estranho! Não faço ideia onde foi essa participação, nem em que vertente, se foi XCM ou se foi XCO! Uma coisa sei, foi nesse dia que criei um “bichinho muito grande” chamado BTT!

 

A competição move-te, como a enfrenta?
Cada atleta gere a sua situação, eu devo ser esses atletas todos, nunca estou igual nos dias que antecedem a competição e nos próprios dias da competição! É sempre uma surpresa! Mas chego nervoso e saio feliz!

 

O que é o XCO e o XCM?
O XCO ou “sigla” de Cross Country Olimpico:  É uma prova disputada em estradas, estradões de terra, onde existe um alto nível de descidas e subidas técnicas, zonas com muitas curvas e contra-curvas, com pedras, raízes, terra solta. Geralmente as provas de xco, não são muito longas, têm cerca de 30 a 40 km em circuito, onde esse percurso ronda entre os 3.800m a 4.500m. Sempre em  percursos muito técnicos e pesados. Uma das provas ou corrida mais importante de xco em Portugal é o Campeonato onde é distinguido o corredor ou corredora dos vários escalões com a camisola da cores nacionais.

O XCM ou “sigla” de Cross Country de Maratonas: É uma prova ou corrida que pode por vezes ser feita em autonomia total. Este tipo de prova onde o percurso é longo, começa de um ponto a outro, que pode ser ou não o mesmo do início da prova. Desse ponto ao outro, geralmente, só se dá uma volta ao percurso. O xcm é praticamente uma viagem por trilhos, estradas e estradões de terra. Os percursos são longos, daí o motivo ao nome, de maratona. Este tipo de provas são feitos geralmente pelos entusiatas do BTT puro, onde prevalece a entre-ajuda juntamente com o companheirismo desta modalidade! A prova provavelmente mais importante nesta competição, talvez a taça de Portugal.

JOGO_EXTRA_dentrobtt07

Qual na sua opinião é preferível, o XCO ou o XCM e porquê?
XCO. O público, o ferrar dos dentes no arranque, o coração nos píncaros, as dificuldades técnicas com os obstáculos que têm de ser ultrapassados durante a prova. Tudo isso trás muita emoção. Ainda outra a sensação de saberes que não estás a correr sozinho!
No XCM acabas por ter que fazer uma gestão maior do teu esforço por ser uma prova de longa distância, não se conseguindo acompanhar a frente da corrida podes ter que fazer o resto da prova “sozinho e abandonado” com um esforço psicológico enorme!
Mas lá está, não passa de uma opinião!

 

Como concilia este novo projecto com a sua vida familiar e profissional?
Não diria conciliar, diria “hiperligado”! Posso dizer que: “atrás de um grande homem, está sempre uma grande mulher!”, portanto até nem sou lá muito grande, mas tenho grandeza no acompanhamento! A nível profissional, os meus camaradas, colegas e amigos são também a minha formação!

 

Como está o nível de competitividade em Portugal?
A nível generalizado (por escalões) existe neste momento muito Atleta que se mostra pelos melhores motivos, são muito frescos e levam  o trabalho a sério, tudo isso faz com que seja mobilizado uma “caravana” enorme de “curiosos” o que só trás vantagens para este desporto que cresce cada vez mais e melhor, ajuda a mobilizar não só o comércio como também a confraternização social! As pessoas precisam de novidades, e este desporto não sendo novidade nenhuma está a evoluir muito, e de que maneira! Só demonstra o enorme trabalho de todos os responsáveis de todos os órgãos da “girândola ciclística”!

 

Acha que a Federação está a acompanhar mais e melhor todo o BTT nacional?
Sim. Só a questão de termos enormes Atletas Portugueses, onde muitos deles levam o nosso nome além fronteiras, todos eles e elas trazem a credibilidade que o BTT nacional precisa para ser observado como um desporto que mexe com as comunidades, criam-se as “festas” de BTT onde os nossos campeões fomentam automaticamente o acompanhamento necessário e mais que merecido! Acredito sim, que o futuro do BTT nacional está garantido!

JOGO_EXTRA_dentrobtt03

Que conselhos dá a novos praticantes que queiram enveredar pelo BTT?
Acima de tudo que se divirtam muito, em cima da bicicleta e a andar de bicicleta, depois o restante é automático, aparece aquele “bichinho” que toma conta de nós!

 

Por último, gostariamos que deixasse uma mensagem a todos os Riotintenses.
Aos Riotintenses digo para acreditarem nos projectos que o Sport Clube de Rio Tinto apresenta, o Clube consegue estimular uma energia positiva e saudável na nossa Cidade onde tem pessoas que lutam constantemente na sua melhoria.

 

Ao Bruno Soares, extensível a toda a equipa de BTT do nosso clube, damos as boas vindas à familia Riotintense, desejando-lhes os maiores sucessos quer desportivos, quer pessoais. Quanto a nós, tudo faremos para promover as atividades desta nova secção, esperando que os nossos associados e simpatizantes nos acompanhem na promoção e apoio de uma modalidade que é nova no nosso Sport Clube de Rio Tinto.

 

Força Sport Clube de Rio Tinto!

Comentários

Deixe uma resposta