Seniores: Empate com sabor amargo

Em jogo da jornada 12 da Divisão de Elite, o Sport visitou o terreno do Padroense saindo do Padrão da Légua com um empate (7° no campeonato) a 1 bola.

A nossa equipa entrou a todo gás na partida e logo aos 5′, Bruno Teixeira correu cerca de 30 metros com a bola e com muita calma bateu Humberto, guardião do Padroense. O avançado do Sport fez o seu 12° golo esta época, o 7° no campeonato. O Sport dominou na primeira parte e por pouco não ampliou a vantagem por Rui, num remate em que a bola beijou o poste. A equipa da casa pouco mostrou no 1° tempo.

A equipa da casa veio decidida dos vestiários a empatar a partida e conseguiu-o aos 70′ num remate de primeira de Toninho à entrada da área. Este lance foi precedido dum lançamento lateral em que a bola pertencia claramente à nossa equipa, tendo o árbitro auxiliar dado a bola à equipa da casa. Até ao final do jogo, os comandados de Sérgio Machado jogaram mais com o coração do que com a cabeça. Macieira de livre atirou ao poste e Jorge Pereira já perto do fim quase que deu a vitória ao Sport, falhando o cabeceamento por milímetros à boca da baliza. Num jogo nem sempre bem jogado, o Sport regressou a Rio Tinto com 1 ponto na bagagem, ponto esse, amargo.

O nosso treinador deixou-nos a sua visão deste encontro:

“Vínhamos de um jogo menos conseguido e o grupo sabia que tinha que reagir, entrar concentrado e alcançar um bom resultado. Sabíamos que iríamos encontrar uma equipa que no seu processo ofensivo procura sair em ataques rápidos, tentando aproveitar os espaços que poderíamos conceder nas costas da nossa linha defensiva. Procuramos durante a semana transmitir aos jogadores uma estratégia para poder anular este aspeto. Durante o encontro, os meus jogadores cumpriram de forma perfeita o que tínhamos delineado, não permitindo ao Padroense criar lances de perigo.

facebook.com 12283136_1006858046053352_1986520800_n

No entanto, há fatores que nós, grupo de trabalho, não podemos controlar, e mais uma vez, saímos deste encontro com o dever cumprido mas sem aquilo para que tanto trabalhamos durante a semana e no jogo que é a vitória.”

O técnico referiu ainda que “este fantástico grupo vai continuar a trabalhar arduamente, treino após treino, para jogo após jogo conseguir lutar pelo aquilo que consegue controlar, qualidade de jogo, qualidade táctica, qualidade técnica, entrega e espírito de sacrifício”, referindo ainda que “o resto não depende de nós.”

Sobre a próxima partida, contra o Baião, o treinador afirmou que o grupo de trabalho está a preparar este jogo com o “sentimento que temos de conquistar os 3 pontos”, porque o grupo “merece, assim como a massa adepta”.

O Sport tem neste momento 16 pontos, ocupando o 10° lugar na tabela classificativa.

Comentários

Deixe uma resposta